O confronto entre Flamengo e Bahia terminou com mais uma vitória rubro-negra por 4 a 3, com direito a duas viradas espetaculares. Além disso, o jogo foi cheio de polêmicas, que deixaram o jogo ainda mais quente.

Logo aos 4 minutos de jogo, Bruno Henrique marcou um golaço, um chute colocado, de fora da área e abriu o placar. Logo depois, aos 9 minutos Gabigol foi expulso, e gerou muita confusão, demorando 5 minutos para deixar o campo.



RELACIONADAS




Em Súmula, o árbitro alegou que o camisa 9 foi expulso por conta de um xingamento ostensivo. O cartão vermelho gerou revolta no banco de reservas e até os dirigentes reclamaram bastante.

No fim do primeiro tempo, o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim afirmou à FlaTV. O clube enviou um ofício à CBF, pedindo que o árbitro que pertence a Federação Paulista de Futebol fosse trocado por um de outra região, mas o pedido foi negado.

Denúncia de Racismo

No final do jogo Gerson em entrevista ao canal Premiere, Gerson fez uma denúncia de racismo. De acordo com o meia, o jogador do colombiano Indio Ramirez, que o ofendeu por injúria racial, usando a seguinte frase: “Cala a boca, negro”

A CBF já se posicionou, afirmando que já abriu uma investigação sobre o caso. Além disso, os clubes da série A postaram mensagens de apoio ao jogador, condenando o racismo .

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui